O Podemos apresentou uma emenda para privilegiar policiais federais, policiais rodoviários federais, agentes penitenciários e socioeducativos, policiais legislativos e policiais civis do Distrito Federal (que são pagos pela União).

Os autores da emenda são José Medeiros (MT), Aluísio Mendes (MA) e Léo Moraes (PR), e ela foi defendida pelo líder do Podemos na Câmara, José Nelto (GO).

Se a emenda for aprovada, todas os funcionários públicos mencionados poderão se aposentar aos 53 anos (homens) ou 52 anos (mulheres) com salário integral (integralidade) e direito a receber reajustes iguais aos de quem está na ativa (paridade).

Esta é uma aberração tão grande que até o governo Lula atuou para acabar com o privilégio de integralidade e paridade em dezembro de 2003. Aqueles que entraram no serviço público depois deixaram de ter este privilégio.

Cabe lembrar que estes funcionários públicos chegam a ganhar até R$ 20 mil mensais. Se a emenda for aprovada, todos eles manterão este salário – que os coloca entre os 5% mais ricos do país – quando se aposentarem e ainda receberão aumento quando os funcionários da ativa receberem.

A emenda é um verdadeiro tapa na cara de milhões de brasileiros da iniciativa privada que se aposentarão aos 65 anos (homens) ou 62 anos (mulheres) recebendo no máximo o teto do INSS (R$ 5,8 mil).

A guerra pela aprovação da Reforma da Previdência continua. Faça parte: clique aqui

3 comments
  1. Foi a primeira GRANDE porcaria contra a previdência, apoiada pelo próprio BOLSONARO… só o NOVO mantere a coerência e votaram contra… E EU FUI PRA RUA APOIAR A NOVA PREVIDÊNCIA… tomei banho de chuva e frio aqui no RS… podia ter ficado olhando o faustão mesmo… pagaria menos mico…

  2. Eiiiiiiiiiiiii…Essa Emenda foi aprovada ?
    Essa emenda está no texto da que foi aprovada hoje ( 10-07-2019) ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like