O advogado de Gustavo Henrique Elias Santos, 28 anos, um dos presos pela Polícia Federal nesta terça (23) sob suspeita de ter hackeado celulares como o do ministro Sergio Moro, confirmou que seu cliente viu mensagens de autoridades obtidas ilicitamente.

As mensagens teriam sido obtidas pelo amigo de Gustavo, Walter Delgatti Neto, também preso na operação.

“O próprio Vermelho [apelido de Delgatti Neto] mostrou algumas coisas para ele [Santos], e ele assustou e falou: ‘Meu, cuidado com isso aí porque pode dar problema’. Na verdade, ele não acreditou naquilo, mas, pelo que foi narrado, mostraram algo para ele a respeito disso [invasão do celular de Moro]”, disse o advogado Ariovaldo Moreira.

A guerra pela aprovação da Reforma da Previdência continua. Faça parte: clique aqui

2 comments
  1. O dinheiro surrupiado pelo “nove dedos! está bancando tudo isso e no pacote toda a quadrilha junto. Precisa de muito rigor para isso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like