O Estadão demitiu o jornalista, ambientalista e cineasta Dener Giovanini após ele ofender o presidente Jair Bolsonaro no Twitter. O blog de Dener também foi apagado do site do jornal.

No último dia 07, Dener enviou a seguinte mensagem pública ao presidente: “Sua mãe jogou o bebê fora e criou a placenta! Você é um ser desprezível!”. A mensagem foi divulgada pela conta oficial de Jair Bolsonaro e respondida com um “kkkkk… mais amor, jornalista do Estadão!”.

Dener também apagou a sua conta no Twitter, mas sua conta no LinkedIn continua ativa.

Imagem da descrição da conta de Dener e da ofensa. Deu ruim.
A guerra pela aprovação da Reforma da Previdência continua. Faça parte: clique aqui

36 comments
  1. Esquerdista vagabundo! O PT ainda tá lhe dando mesada? Pois em breve o dinheiro roubado vai acabar, junto com sua carreira medíocre kkkkkk

  2. Jornalista de porta de cadeia.
    Vai entrevista o LULA presidiário.

    Ser desprezível e VC……

  3. Lacrou Bruno Calábria. JONALHOPATA. Definição perfeita cabe uma tag kkkkkkkk. Só quero entender qual é a jogada do Estadão. 🧐🧐🧐🤔🤔🤔🤔🤔

  4. Estamos em um processo e reintegração as normas e aos bons costumes. Onde hierarquicamente, devemos respeitar o chefe maior do Estado Brasileiro, pois Ele não mais representa um partido, mas o NOSSO AMADO PAÍS. Sendo assim Presente de todos brasileiros(as). Vamos ajudar os nossos governantes, denunciando os pontos fracos como desvios, gastos desnecessários, regalias, etc[…], devendo sim utilizarmos de forma democrática as redes sociais para isso. Respeito sim, melhoras sim, crescimento e união seremos a maior Nação na potência econômica. Com boa ADM chegaremos lá.

  5. Quanta agressividade e ignorância no comentário desse senhor que se diz jornalista,falta de respeito, depois perdem o emprego e a culpa é do Bolsonaro, não sabem trabalhar sem tentar humilhar e ridicularizar.

  6. … gente, sem querer ofender, mas cá entre nós, ele tem cara de tudo menos de um cara normal, mesmo para os padroes de um jonalhopata brasileiro. Parece um sapatão, cantor de inferninho, ô sujeito esquisito! e aquele cabelo? duvido que nao seja uma peruca… que medo hem? E isso escreve no Estadão! Mas cá entre nós, vamos rebatizar o Estadão de Estadeco?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like