Fascistas xingam e expulsam apoiadores de Bolsonaro de universidade federal admineta

Fascistas que estudam na Universidade de Brasília (UnB) expulsaram 13 apoiadores do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) que se reuniram nesta segunda-feira (29) para uma manifestação no Instituto Central de Ciências (ICC).

Os apoiadores de Bolsonaro – que também são alunos da UnB – tiveram seus cartazes rasgados, foram xingados e um deles levou uma cuspida no rosto.

Tudo começou quando um líder fascista fez um discurso inflamado afirmando que “nós nunca vamos aceitar a extrema-direita na nossa universidade” e “todos nós aqui temos a certeza de que autoritarismo não combina com o Brasil”. Em resposta, um dos apoiadores do presidente eleito gritou “viva Bolsonaro”, gerando o avanço dos fascistas que, ironicamente, chamam aqueles que discordam deles de fascistas.

Os apoiadores de Bolsonaro foram obrigados pela horda esquerdista a sair da UnB escoltados pela Polícia Militar e por seguranças da universidade. Confira:

Contribua com o trabalho da Agência Caneta: clique aqui

18 comments
  1. O que me dá mais repúdio é o *FANATISMO de ambos os lados!*
    Sou Radicalmente Conciente do meu fervor como cidadão! *Por isso mesmo, nao posso participar de Tribalismos Politicos que ignoram os percausos mútuos e uns aos outros! Que se portam como meros rivais, mas que maman no seio da mesma mãe!*

    *Seremos os próximos SUNITAS E XIITAS de uma mesma nação?*

    Por um lado temos alguns indivíduos que *ignoram a possibilidade da tortura ter destruido vidas* simplesmente pelo fato de ter tido mais segurança na época, os que ignoram o sofrimento e todas as dificuldades de seus conterraneos. *Pessoas que acreditam no que querem*
    ( Direit *istas*).

    E por outro lado temos os que *defendem a democracia desonrando sua essência de forma vergonhosa e imbecil!*
    Lutam contra o fascismo usando exatamente do conceito do mesmo! Muitos ali ( talvez não todos ) se revoltam por frustração pessoal e não por luta para defender um conteúdo ideológico.
    *Pessoas que acreditam no que querem*
    (*Esquerd *istas*)

    TER UM LADO, *não é se apegar a opinião que defende…

    TER UM LADO, *é compreender o que defende com responsabilidade imparcial sobre fatos!*

    👆🏼
    Entendam isso, e vão ter consciência dos próprios atos! Dessa maneira aos poucos terão maior consciência do que está ao redor *(que são outros indivíduos como você ao do “outro lado”)*

    Tenho 35 anos e sei que apesar de ser atento, não sei o suficiente sobre todas as verdades da história do Brasil ( mas quem sabe? )
    Mas saibam que por enquanto, nenhum de vocês me representa e muito menos me dá orgulho!
    Os dois “lados” são uma desonra para mim como brasileiro!!!

    1. Oi Alysson, permita-me discordar e apresentar minha opinião. Não acho que a “isenção” seja o caminho. Concordo que existe fanatismo e extremismo (em todos os grupos) e que isso não é positivo, mas no final das contas, na minha opinião, o mais importante é termos a pluralidade de ideias (e para isso, é necessário que todas as opiniões que ocorram dentro da civilidade possam ter seu espaço). Vejo o momento em que vivemos como o inevitável destino de uma grande nação que tem sua maioria não se engajando em algum posicionamento político: uma nação aonde a política virou um grande negócio (o maior do país), em que legisladores legislam em causa própria, em que a população desconhece as regras da sociedade que habitam, em que as regras são abusivas e em que parece à maioria dos cidadãos que nada pode ser feito. A nossa mudança de postura saindo dessa inércia é muito recente (praticamente a grande parte da população está acordando agora para um posicionamento e entendimento político) e por conta disso, é natural que haja muita instabilidade até atingirmos a “maturidade”, mas volto a defender que devemos estar vigilantes àqueles que são intolerantes com opiniões divergentes (garantindo a pluralidade). Infelizmente, sem querer tomar partido, tenho visto uma grande intolerância nesse sentido vinda dos partidos de esquerda no nosso cenário político (apesar de o fazerem enquanto bradam justamente o oposto). O vídeo em questão me é perturbador não por estar vendo “dois lados fanáticos” e sim por estar vendo que num grande forum de ideias (que deveria ser uma universidade) há uma turba gigantesca abafando completamente (e possivelmente violentamente) a opinião de um grupo com posicionamento divergente. O embate deve ser de ideias.

      1. E um complemento: Todo grupo possuirá algumas posições que lhe parecerão imbecis (isso é normal, pois cada pessoa é única). Ao reconhecer isso fica fácil entender que não podemos categorizar todos os integrantes de um grupo a partir de algumas ideias características de um ou outro grupo. Exemplo: Mencionou como o grupo de “direitistas” se recusa a reconhecer o sofrimento imposto por atos de tortura. A minha leitura sobre isso é bem diferente da sua. Eu entendo que ambos lados fazem vista grossa à tortura (um lado a utiliza como motivo de vitimização enquanto opta por ignorar que a grande base ideológica por trás de seu posicionamento é a maior responsável por torturas e mortes na história humana; enquanto outro lado critica a utilização de tortura em nações que adotam as ideologias combatidas por eles, enquanto reconhecem uma possível justificativa de utilização de tortura para impedir esse “mal maior”. E no meio disso, existem pessoas que simplesmente reconhecem que houve tortura, que isso é lastimável mas é imutável – pois é passado – e o que nos cabe é escolher o melhor caminho para que isso nunca mais volte a ser possível – e alguns acreditam que este caminho se dá pela submissão da sociedade ao Estado; enquanto outros acreditam que isso se dá pela redução do papel do Estado e garantia de direitos individuais).

  2. Eu vivi nessa época .E as pessoas decentes e trabalhadoras não foram presos e nem torturados .Só os q faziam baderna e desafiavam a polícia como por exemplo jogando bolinhas de good nas ruas a hora q a cavalaria montada ia passar .Quebrando assim as pernas dos animais q escorregavam.depois reclamam .

  3. Estou começando a entender o que aconteceu na época da ditadura! Esse povo vagabundo fazia baderna e dizia que era torturado e como na época não tinha internet eles conseguirão convencer a sociedade que eles eram a vitima. Quando na verdade eles eram os van-dolos baderneiro e acabava na cadeia e em ventava que tinha sido torturado, pq a historia se repete mais agora isso não cola mais já sabemos que eles é que são fascista e ainda fala que fascista é os apoiadores de Bolsonaro, fim do mundo mesmo.

    1. Leia os documentos da Comissão Nacional da Verdade (investigação feita com base em documentos e depoimentos com comprovação). Documentação histórica é muito mais confiável do que a internet, e a tortura não é justificável em nenhuma circunstância e não foi inventada.

      1. A Comissão da Verdade só apurou um lado, não se fala o que os terroristas fizeram . A Solange tem toda razão, eu vivi esta época do Regime Militar e foi exatamente isso que ela falou.

  4. Universidade que não produz NADA! Universitários que mal sabem escrever, saindo da Academia com um diploma que não serve pra coisa nenhuma. Não desenvolvem pesquisa, não criam tecnologia, não são destaque em nada. Apenas uma fábrica de diplomas que em outros países do mundo precisam de praticamente outro curso inteiro em carga horária pra ser validado.

  5. Ditadura da esquerda, contra a democracia.
    Acho sinceramente que esse pessoal da resistencia nao devia ir pra faculdade, devia ficar em casa chorando a derrota, sem incomodar ninguem.

    Preparem-se pra 4 anos de Bolsonaro, depois mais 4, depois entra o Flavio Bolsonaro por mais 8. Que delicia.

    1. Foi isso mesmo. Eram guerrilheiros, baderneiros, assaltantes. Vivíamos muito bem. Com segurança. E éramos protegidos por eles, a policia.

  6. Isso jamais poderia acontecer, quem está espalhando ódio?É os da direita ou esquerda? Absurdo fatos como esse acontecer. Somos todos pelo Brasil não de uma ideologia única. E democracia não é isso q estamos presenciado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like