Em resposta à matéria da Caneta mostrando o encontro do procurador-geral do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), José Eduardo Ciotola Gussem, com o jornalista Octavio Guedes, da GloboNews, o funcionário da televisão carioca confirmou, gaguejando, que o encontro aconteceu.

A resposta de Octavio foi ao ar hoje (24), na GloboNews. Segundo o jornalista, ele apenas estava “atrás de informações” e “ouviu vários especialistas, aproveitando pra ouvir também o Gusssem”. Octavio também afirmou que “não revelou nada que está sob sigilo, mas até poderia”, mostrando a relação próxima com o procurador-geral. Por fim, concluiu que “muitos (sic) mais fotos irão aparecer porque esta é a minha profissão”. Confira no vídeo abaixo.

José Gussem é o principal responsável pela investigação do caso Flávio Bolsonaro (PSL/RJ) e outros 26 casos envolvendo assessores de deputados estaduais do Rio de Janeiro cujas movimentações financeiras foram classificadas como atípicas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF).

O local do encontro, o restaurante Lorenzo Bistrô, localizado no Jardim Botânico, fica a 400 metros da sede da Central Globo de Jornalismo e a 11 quilômetros da sede do Ministério Público do Rio de Janeiro, localizada no Centro.

Curiosamente, o MP-RJ negou à Caneta o acesso completo ao relatório do COAF alegando as investigações correm “sob sigilo”.

A guerra pela aprovação da Reforma da Previdência continua. Faça parte: clique aqui

165 comments
  1. Como são arrogantes esses “profissionais” da RGT hein? Se acham acima de tudo, do bem e do mal! Pobres coitados!

  2. A rede Globo declarou guerra ao governo e deve arcar com as consequências. Ambos, jornalista e funcionário público foram desonestos!

    1. Não estou entendendo! O voto em Bolsonaro foi em defesa da transparência e contra a corrupção. Que o trabalho da imprensa, do MP, do COAF, da Receita e todos os órgãos seja livre e independente é o primeiro requisito para a transparência e o combate à corrupção, a não ser que se tenham políticos de estimação contra os quais não se pode abrir qualquer procedimento investigativo.

  3. Otávio Guedes você é jornalista e está empregado por enquanto, pois a hora que a Globo falir (o que vai acontecer logo), você e essa corja que lá trabalham, vão ter dificuldades para arrumar novo emprego, pois você é um cara com péssima dicção, fala com muita dificuldade, não tem opinião própria pois se sujeita a fazer o que te mandam, quanto a esse Procurador, deve ser exonerado e responder criminalmente por vazamento de informações sigilosas.

    1. DÚVIDAS :
      1 – Porque o encontro foi em um restaurante 5 estrelas.
      2 – Quem pagou a conta deste almoço?

    2. O cara escreveu a notícia,e não,narrou a notícia,e diga de coração: você acha que a GLOBO vai falir? A quarta maior rede do mundo vai falir pq os bolsonaristas não assistem a programação dela? Você acha mesmo? De verdade?

  4. O QUE EU QUERO SABER É O SEGUINTE! QUAIS PROVIDÊNCIAS SERÃO TOMADAS CONTRA ESSE PATIFE, SAFADO E CORRUPTO DO MPRJ ? ELE JA DEVERIA TER SIDO AFASTADO E PRESO…..PARECE QUE TUDO DE RUIM QUE TEM NO BRASIL COMEÇA PELAS AUTORIDADES! DO RIO DE JANEIRO.

  5. O jornalista está cumprindo seu papel, o funcionário público é que está errado!
    Deveria dar informações em coletiva de imprensa e ou entrevista aos olhos de todos! Vazar informações públicas é crime

    1. Realmente, no meu entender, O Procurador deveria dar entrevista no Prédio do Ministério Público e não no restaurante próximo ao Jardim Botânico, bem perto da Globo. As entrevistas de um Procurador, Juiz, via de regra, são coletivas, a fim de passar as informações não sigilosas a todos. Fica parecendo arrumadinho. Dias atrás, já houve denúncias de um jornalista da Globonews, ter recebido propina pelo filme do Sr. Lula. Outra coisa, por que só o nome do Senador Flávio Bolsonaro aparece nestas reportagens?

  6. Esse procurador perdeu as condições morais de continuar no caso. Ele deve passar o processo para outro membro do MP/RJ. A nota á imprensa do MP/RJ é pior ainda. É um escarnio, é um passa moleque na sociedade brasileira. Se são rotinas (como alega a nota) os encontros às escondidas com a imprensa, por quê então ele não se encontrou com jornalistas do SBT, da Record, da Rede Tv e outros órgão. Se o procurador fosse um agente público sério ele teria marcado uma coletiva de imprensa e repassado os dados de TODOS os implicados. Mas, sua atitude não foi honesta. Ele teve que assumir o encontro porque foi flagrado, se não fosse continuaria sua sanha que envergonha o MP?RJ e seus pares. Se são rotinas passar as informações em restaurantes, por quê o procurador não passou dos outros implicados? Por quê só de um? O povo brasileiro está farto de agentes públicos agirem como canalhas.

  7. Como a maioria dos Jornalistas da Globo coniventes com o comando interno do “vai dar errado”, ele é pau mandado, tem carteira assinada e pode estar com os dias contados, pois só fala abobrinhas e foi pego pela
    fiel turma Pro Bolsonaro com seus celulares. Explica e se complica! Pode ser demitido, pois a Globo está mandando embora quem não aceita redução drástica de salário. A vez dos tops vai chegar sao milhões por mês de economia em salário. Ou a Globo ajuda esse país ou pofera ser cassada a concessão como TV

Deixe uma resposta para BEATRIZ ALVES DOS SANTOS SILVA Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like