O governo Trump lançou nesta quarta-feira (19) uma campanha global contra a criminalização da homossexualidade. Ser gay ainda é crime em mais de uma dezena de países, a ampla maioria islâmicos.

O embaixador americano na Alemanha, Richard Grenell – homossexual assumido – liderará a campanha. A embaixada americana convocará um jantar com ativistas LGBT europeus para coordenar os esforços.

A campanha foi idealizada após mais um jovem ser enforcado pelo Irã por ser gay.

De acordo com relatório da International Lesbian, Gay, Bisexual, Trans and Intersex Association (ILGA), ser homossexual ainda é crime em 72 países, sendo que em 8 deles a punição é a morte. A lista inclui Afeganistão, Arábia Saudita, Egito, Emirados Árabes Unidos, Omã e Paquistão.

A guerra pela aprovação da Reforma da Previdência continua. Faça parte: clique aqui

3 comments
  1. Será que a esquerda radical vai apoiar o presida? Porque tá claro que a esquerda gringa usa as liberdades individuais contra o presida. A esquerda americana vai ter que rebolar pra usar os gays para causa e ainda passar paninhos pros mulçumanos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like