O “ameaçado” Jean Wyllys segue transformando sua fuga do Brasil em militância política.

Na próxima segunda-feira, dia 18, o ex-deputado do PSOL estará na Fundação Rosa Luxemburgo, em Berlim – Alemanha, para falar sobre a “democracia brasileira sob ataque”. Elizabet Cerqueira, do MST de Goiás, também está presente.

No convite público do evento (arquivado aqui), os organizadores afirmam que Jean Wyllys recebeu “ameaças de morte feitas pela direita reacionária” e ligam a renúncia do ex-deputado do PSOL à eleição de Jair Bolsonaro.

Uma verdadeira cusparada na realidade.

A guerra pela aprovação da Reforma da Previdência continua. Faça parte: clique aqui

5 comments
  1. Esse ze ruela não me representa em nada .
    E quem autorizou esse bosta ir na Alemanha mentir.
    O que ele tem que fazer é voltar ao Brasil e explicar porque vendeu seu mandato de deputado .
    Coisa que não vai demorar porque a casa do tal de Gleen caiu .
    E se não recedeu a grana pelo tal mandato vendido vai levar um calote e não ter como se sustentar ai na Europa então vai ter que voltar com o rabinho entre as pernas e enfrentar a justiça brasileira

  2. Nojento, um zero a esquerda…. Inútil e dissimulado, acredito que ele é o pior que existe no país. Não representa nada além de contos de fadas as a essas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like