Em uma reunião de surdina, anunciada de última hora e com convites enviados um dia antes somente para taxistas por Whatsapp, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), se aliou ao cartel de táxis da cidade para prejudicar aplicativos de transporte como 99, Cabify e Uber.

Na presença do defensor oficial do cartel de táxis na cidade, o vereador Adilson Amadeu (PTB), que classificou os aplicativos de transportes como “baderna”, Covas assinou um decreto hoje (04) que obriga os motoristas dos aplicativos a utilizarem carros com a placa de São Paulo e fazerem um “curso de especialização” para atuarem, o “Conduapp”.

Agora falta o tucano aliado do cartel de táxis combinar com a justiça, que geralmente derruba tais decisões em nome do direito constitucional à livre concorrência.

 

O prefeito Bruno Covas (PSDB, segurando o decreto) e o defensor oficial do cartel de táxis, o vereador Adilson Amadeu (PTB, levantando o luminoso de táxi) no momento da assinatura do decreto que prejudica milhares de motoristas de aplicativos
Contribua com o trabalho da Agência Caneta: clique aqui

38 comments
  1. Vocês deveriam divulgar e-mails ou canais de comunicação para a população indignada fazer contato com esses bandidos (ops, governantes) que tomam decisões que não nos representa…

  2. Taxistas lixos!
    Serviço péssimo! Se o Uber fosse mais caro que táxi eu pagava Uber.
    A questão aí é que esse “cursinho de especialização” vai custar um absurdo de dinheiro, tão caro quanto um “alvará de táxi” que é vendido na bandidagem.

  3. Apoio o que o amigo falou , limitando o número de carros que não existe regras , que no caso o taxista tem que seguir, será um futuro próspero a todos que seguirem as normas estabelecidas pela cidade , e dar um ponto final na questão desordenada em que os aplicativos estão funcionando, e dar a oportunidade a quem realmente trabalha certo estar vivendo no ambiente do transporte , ou seja, se tornar um profissional e não um AMADOR aventureiro!!!

  4. Acredito que o atual prefeito de São Paulo esteja recebendo de chineses. Fez um encontro com taxistas para melhorar a situação para o lado deles e receber sua “verba honesta”, indo a favor do 99 Taxis, empresa criada em território nacional e um dos primeiros unicórnios brasileiros e que foi vendida a Chineses.

    Teoria interessante e que pode ser verdade. Uma guerra empresarial entre chineses e americanos em solo tupiniquim. Algo que poderia ser benéfico para a população NÃO FOSSE o fato do prefeito se vender a interesses estrangeiros, de quaisquer lados sejam.

    Esse é um dos problemas em ser liberal com quem não é liberal com você. Ser liberal internamente é uma coisa. Ser liberar externamente é outra.

  5. Como tem gente ignorante !!!ninguém está dizendo para acabar com os aplicativos e sim ,querendo regulamentar para melhorar o ganho para todos ,Hoje em São Paulo existem 40mil táxis contra 350mil veículos de aplicativos será que eles não percebem que só quem ganha são os aplicativos e não os motoristas ,por isso regulamentando e limitando ,todos nós ganhamos e o próprio consumidor poderá fazer sua escolha com quem ele quer ir obrigado

    1. Se oa taxistas nao tem esse tal cafetão americano pra dar 25%, por que diabo nao baixam o valor das corridas e acabam com os aplicativos via CONCORRENCIA e nao no TAPETÃO, DEVENDO FAVOR AOS CAFETOES SINDICALISTAS??? Sao retardados???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like