O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) realizado hoje (25) por 550 mil estudantes teve mais um lacre do INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), a mesma instituição responsável pela prova do Enem com “dialeto secreto de gays e travestis”.

A primeira questão da prova discursiva do Enade, para estudantes de diversas áreas, foi sobre a psolista Marielle Franco. A questão, com o título “A importância da luta de Marielle Franco e o perigo das fake news”, misturou o assassinato da vereadora do PSOL com direitos humanos e propagação de “notícias falsas” pelas redes sociais.

Pelo jeito o pessoal do INEP está doido para sofrer uma intervenção no governo de Jair Bolsonaro.

Contribua com o trabalho da Agência Caneta: clique aqui

5 comments
  1. De tanto que este tipo de questão e prova enchem o saco, sei que foi um desabafo essa da “intervenção do governo”, mas a melhor pedida é como era antigamente, antes desse lixo do Enem: provas e seleções descentralizadas por universidades. Daí, em um cenário como o que já existiu, se tinhas predileção para fazer um vestibular mais “esquerdista” ia para a Unicamp, mas equilibrado segundo as visões em Humanas, para a USP, mais “técnico”, para a Unesp (considerando os principais em SP). Agora, quanto maior a centralização, pior é o caso de manipulação e pensando nisto, como será que poderá ficar um novo Enem, ou Enade sob o Governo Bolsonaro, ético, correto ou apenas pendendo para outra visão tão deturpada quanto a que vemos hoje em dia?

  2. Infelizmente fui obrigado a defender essa Marielle,que meu ponto de vista não fez nada para a sociedade, agora e a professora de janaúba que morreu que deu sua vida para salvar as crianças do incêndio, seria uma boa redação, e algo de ser louvável, ima verdadeira heroína. Governo de merda.

  3. Na minha resposta eu deixei claro a indignação que temos ao descobrir que um crime não foi solucionado mas que muitas vezes as pessoas dizem sobre o assassinato cruel dela, mas naquela noite não perdemos somente ela e sim o motorista dela, que pra mim ambos são iguais independente da raça cor e opção sexual que seja. justica deve ser para todos!

  4. Sobre a facada no Bolsonaro?nada…Sobre a morte da dona da pousada, que mesmo estando com cancer, faleceu justamente na semana que ia depor?Nada… sobre o assassinato do prefeito de Santo Andre Celso Daniel , e o posterior assassinado das testemunhas?nada… sobre um vereador la no nordeste?nada.. sobre a missionaria Doroth?nada…. sobre os avioes que cairam de maneira bizonha nas ultimas decadas e a promulgacao de leis para evitar as investigacoes por Dilma?nada. Sobre Pc Farias?nada. A seletividade da esquerda é bizonha. A tentativa de criar um simbolo para formentar a suposta “luta”, que por sua vez, sempre digo ser o combustivel dessa ideologia, chega a ser anti etico, afinal, no fundo no fundo, essas pessoas desses partidos e movimentos estao tao despreocupados com a morte dessa mulher quanto com quem eles dizem lutar, querem nada mais formentar dialeticas para angariar poder sobre uma narrativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like