Ao contrário do Partido Novo, que aderiu ao #PTnão, o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) anunciou que será 100% isentão: não apoiará Fernando Haddad (PT) ou Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno e nem rececomendará voto contra o PT. A decisão foi tomada em reunião da Executiva Nacional do partido nesta terça (09). O único a defender apoio a Jair Bolsonaro foi João Doria, candidato ao governo de São Paulo, que também o fez publicamente. Como resultado, Doria foi chamado de “traidor” pelo candidato à presidência do partido, Geraldo Alckmin
Contribua com o trabalho da Agência Caneta: clique aqui

1 comment
  1. Os partidos políticos, com exceção de um, precisam ter mente, que eleitor não é voto de cabresto, e subestimar a inteligência do povo é coisa do passado.
    Fiquem com a sua decisão e aguardem a resposta das urnas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like