A bancada sindical na próxima legislatura, com início em 1º de fevereiro de 2019, será menor do que na atual. Foram eleitos somente 33 sindicalistas na eleição para a Câmara dos Deputados contra os 51 que atualmente exercem mandato. A partir do próximo ano serão 18 deputados a menos defendendo a vagabundagem dos sindicatos.

A queda segue uma tendência verificada desde as eleições de 2014, quando a bancada sindical caiu de 83 para 51 membros. A queda atual foi creditada ao fim do imposto sindical, o que reduziu a verba dos sindicatos e impediu que eles gastassem o dinheiro dos trabalhadores com campanhas eleitorais.

Dos 33 deputados da bancada sindical, 29 foram reeleitos e quatro são novos. Com 18 eleitos, o PT é o partido com maior número de deputados sindicalistas, seguido do PCdoB (quatro), do PSB (três) e do PRB (dois). PDT, Podemos, PR, PSL, PSOL e SD elegeram um integrante cada. Estes serão os sindicalistas restantes na Câmara:

Afonso Florence (PT-BA)
Alice Portugal (PCdoB-BA)
André Figueiredo (PDT-CE)
Arlindo Chinaglia (PT-SP)
Assis Carvalho (PT-PI)
Beto Faro (PT-PA)
Bohn Gass (PT-RS)
Daniel Almeida (PCdoB-BA)
Delegado Waldir (PSL-GO)
Giovani Cherini (PR-RS)
Heitor Schuch (PSB-RS)
Ivan Valente (PSOL-SP)
Jandira Feghali  (PCdoB-RJ)
João Campos (PRB-GO)
João Daniel (PT-SE)
Leonardo Monteiro (PT-MG)
Lídice da Mata (PSB-BA)
Marcon (PT-RS)
Orlando Silva (PCdoB-SP)
Padre João (PT-MG)
Patrus Ananias (PT-MG)
Paulão (PT-AL)
Pellegrino (PT-BA)
Roberto Alves (PRB-SP)
Roberto de Lucena (Podemos-SP)
Valmir Assunção (PT-BA)
Vander Loubet (PT-MS)
Vilson da FETAEMG (PSB-MG)
Waldenor Pereira (PT-BA)

1 comment
  1. Esse Bonh Gass tem um processo no STF (desde 2014), sobre suicídio de agricultores que tiveram “empréstimos” firmados em seus nomes, sem eles saberem disso, só porque pertenciam a um “sindicato”.
    Pessoas simples, que sempre cumpriram a lei, NUNCA PEDIRAM NADA A NINGUÉM, see deperaram com notificações judiciais de que deveriam “PAGAR” determinada quantia, que haviam recebido de um determinado “banco”.
    Mas.. ELES NUNCA HAVIAM SOLICITADO TAL “EMPRÉSTIMO”!
    Resultado: Em torno de 10 se mataram (não sei o nº real, pode ser mais).
    O “empréstimo” foi feito por um “sindicato” ligado ao PT.
    Claro, né?
    Então, Agência Caneta, que tal mandar alguém ISENTO (não um foca petista) investigar?
    Hein?

Deixe uma resposta para Rakketenfloh Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like