Com o fim do imposto sindical, a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) – que congrega 31 sindicatos de jornalistas estaduais e municipais – teve sua sede penhorada pela justiça do Distrito Federal. O débito é relativo ao Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) de um terreno concedido à Federação nos anos 1980.

Após um acordo de parcelamento para suspender a ação de cobrança judicial, o débito total da FENAJ, no valor de R$ 400 mil, foi negociado com o Governo do Distrito Federal para pagamento em 48 parcelas.

A presidente da FENAJ, Maria José Braga, culpou o fim do imposto sindical obrigatório pela situação. “A Federação Nacional dos Jornalistas se encontra em uma situação financeira bastante delicada, resultado da contrarreforma trabalhista, aprovada pelo Congresso Nacional em novembro de 2017, que acabou com a obrigatoriedade de recolhimento do Imposto Sindical por parte dos trabalhadores, sendo essa a principal e maior receita da Federação”, afirmou Maria.

Para tentar pagar a dívida e evitar que a sede seja tomada pelo governo, a Federação de Jornalistas lançou uma vaquinha online para obter doações voluntárias, mas ela foi um fracasso até o momento. Em três semanas, a entidade arrecadou R$ 1.205,00 de 10 doadores, o suficiente para pagar 0,3% do valor pendente.

Contribua com o trabalho da Agência Caneta: clique aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like