A lacradora Daniela Mercury foi vítima da própria militância que alimenta.

Durante o Festival Sangue Novo, ocorrido no último sábado (26) em Salvador-BA, as cantoras Larissa Luz, Luedji Luna e Xênia França criticaram a “apropriação cultural” praticada por Daniela Mercury, que recentemente lançou a música “Pantera Negra Deusa”, na qual exalta Wakanda, nação negra fictícia criada pelo universo Marvel.

“A pantera negra, a deusa / A mãe original do mundo / Mãe da única raça / A raça humana / Somos todos filhos da preta”, diz a letra de Daniela Mercury.

Larissa Luz foi a primeira a se posicionar: “Está na hora de parar de usar de um discurso que não é seu para lucrar. Está na hora de parar de usar de um lugar de fala que não é seu para ganhar. Porque preto de alma não existe! O Brasil é um país que mata, é um país que humilha, um país que condena a cor da pele e não a cor da alma! Quem é preto é preto. Quem não é, não é! A música preta é nossa!”, disse a cantora, que em seguida foi muito aplaudida pela plateia. “E Wakanda também, Wakanda também é nossa!”, completou Luedi Luna.

Detalhe: Wakanda – lar do super-herói Pantera Negra – foi criada por dois brancos americanos, o escritor Stan Lee e o desenhista Jack Kirby.

É a segunda lei do lacre: “quem com lacre lacra, com lacre será lacrado”.

Confira o vídeo:

Contribua com o trabalho da Agência Caneta: clique aqui

52 comments
  1. E se fosse um branco dizendo: “- Negra, não cante música de branco! A pop música é nossa, a música clássica é nossa, o rock é nosso…
    Aí seria racismo? Existe alma negra, sim. Essa cantora mostrou que tem uma alma assim…

  2. Quando é que o movimento negro irá se dar conta das atitudes absurdas que toma ? Wakanda universo fictício criado por brancos pertence somente aos pretos de pele ??? Então o afrodescendente que nasceu claro deve renegar a parte negra de sua descendência pela conveniência do movimento negro ??? Responda a estas perguntas e reconheçam o absurdo que pregam.

  3. Isto è coisa de quem não tem o que fazer, arte não tem barreiras, e se tratando de musica, é de livre expressão tanto em letra melodia e ritmo.
    Se fosse assim, temos coisas bem piores, que não são banidas da mídia,. São cortejadas e aplaudidas.Apesar de não considerar “Rainha do Axé'”considero uma grande interprete. E………. a censura já foi, quer aparecer..

  4. Isto è coisa de quem não tem o que fazer, arte não tem barreiras, e se tratando de musica, é de livre expressão tanto em letra melodia e ritmo.
    Se fosse assim, temos coisas bem piores, que não são banidas da mídia,. São cortejadas e aplaudidas.Apesar de não considerar “Rainha do Axé'”considero uma grande interprete. E………. a censura já foi santa.
    Geraldo Pita, compositor e prof. de ed musical..

  5. Daniela Mercury que olorum te abençoe …te livre dos maus olhos
    Quero parabenizar você rainha do axé pelo seu posicionamento sempre em defesa da causa social

  6. Viva a liberdade de expressão, não existe isso de que a música negra é nossa, wakanda é nossa, até que eu saiba Larissa é brasileira, não existe contrato que diz que Daniela não pode cantar o que quiser e falar do que quiser na música. Eu tô vendo preconceito de negro ao ver um branco cantando música negra? Ou eu tô enganado? Me polpe viu dona Larissa. Deveria está é feliz de ver essa cultura sendo cantada por uma artista tão inteligente e talentosa que talvez seja mais negra do que você mesma.

    1. Isto è coisa de quem não tem o que fazer, arte não tem barreiras, e se tratando de musica, é de livre expressão tanto em letra melodia e ritmo.
      Se fosse assim, temos coisas bem piores, que não são banidas da mídia,. São cortejadas e aplaudidas.Apesar de não considerar “Rainha do Axé'”considero uma grande interprete. E………. a censura já foi santa.
      Geraldo Pita, compositor e prof. de ed musical..

  7. Enquanto isso os empresários não negros da Disney ganham enxurradas de dinheiro explorando as mentes vazias de pessoas que foram assistir esse lixo de filme.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like