O médium João de Deus, acusado de praticado abuso sexual contra uma dezena de mulheres, teve um filme sobre a sua vida aprovado para captação por meio da Lei do Audiovisual, uma versão para o cinema da Lei Rouanet.

“João de Deus – O Filme” é descrito como “um longa-metragem biográfico que conta a vida de João Teixeira de Faria (…) desde sua infância e as primeiras manifestações mediúnicas” que “recria também muitos episódios de sua vida, peregrinação até se instalar na pequena cidade de Abadiânia, onde criou a Casa de Dom Inácio de Loyola, que recebe semanalmente peregrinos em busca de cura.”

De acordo com o site da ANCINE (Agência Nacional do Cinema), a obra sobre o médium pode captar até R$ 7,8 milhões de reais dos pagadores de impostos, destinados por empresas interessadas na renúncia fiscal. Até o momento a obra não captou qualquer valor por meio da lei, mas pode fazê-lo até o dia 31 de dezembro de 2019.

Contribua com o trabalho da Agência Caneta: clique aqui

1 comment
  1. Agora faz sentido o estardalhaço midiático que a Globo está fazendo em torno do “guru” que a\gora é estuprador de mais de 20 mulheres…
    ELA SABIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Isso ia ser o maior coquetel molotov contra a emissora!
    Tá cheio de “ele não” atuando neste filme!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like