Além da saída do jornalista Alexandre Garcia, feita a pedido do jornalista, a Rede Globo fez esta semana mais uma mudança que afetará o “Jornal Nacional”: o apresentador esquerdista Chico Pinheiro (“Bom Dia, Brasil”) foi excluído definitivamente do rodízio que apresenta o telejornal de maior audiência da Globo nos finais de semana e feriados.

Garcia e Pinheiro integravam o grupo de jornalistas que, na ausência dos titulares, William Bonner e Renata Vasconcellos, apresentava o Jornal Nacional. Agora, além dos três jornalistas que já fazem parte do rodízio (Heraldo Pereira, Rodrigo Bocardi e Cesar Tralli), outros dois passam a integrar a equipe: Dony de Nuccio (“Jornal Hoje”) e Flávio Fachel (“Bom Dia, Rio”).

 

Apoio a Lula e campanha para candidato do PSOL

A máscara de Chico Pinheiro caiu nacionalmente quando um áudio feito por ele vazou nas redes sociais após a prisão de Lula, em abril de 2018. Na gravação, Chico afirma que “realizaram o fetiche deles, o Lula na cadeia” e que “a direita não tem o que fazer, os coxinhas estão perdidos”.

No áudio, Chico também critica o novo Ministro da Justiça, Sergio Moro, ao cantar uma paródia: “Quando o Moro separa uma ponte une”. Confira:

 

Chico Pinheiro também fez campanha para Marcelo Freixo (PSOL) no Rio de Janeiro em 2016. Uma foto do encontro, junto com frases do esquerdista nas redes sociais, foram recuperadas pela Caneta:

A guerra pela aprovação da Reforma da Previdência continua. Faça parte: clique aqui

255 comments
  1. Nunca gostei desse jornalista,sempre metido a besta querendo ser o que não é.se foi mesmo afastado,que o seja definitivamente.essa caricatura de jornalista é um desserviço ao jornalismo sério,isento e informativo.

    1. Pra falar mal e manipular o povão, pra você é o correto então. Não importa a ideologia do jornalista, ter que ir atrás da informação e não omitir. Para os amigos tudo, e para os inimigos os rigores da lei?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like