Quebrando uma tradição que durava quase 30 anos, o “democrático e moderado” Fernando Haddad (PT) não ligou para o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para parabenizá-lo.

Em seu discurso oficial, o petista sequer conseguir citar o nome de Bolsonaro. Mas a cara de choro dos presentes foi inevitável:

2 comments
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like