Mano Brown detona campanha do PT na cara de Boulos, Haddad e Manuela durante comício admineta

O rapper Mano Brown detonou a campanha presidencial do PT durante comício petista na noite desta terça (23) no Rio de Janeiro. Em um discurso de pouco mais de três minutos, ele afirmou que a eleição já estava decidida e disse que se o PT “não conseguiu falar a língua do povo, tem que perder mesmo” na cara de Boulos, Haddad e Manuela.

“Mano, eu vim aqui representar a mim mesmo, não vim representar ninguém, certo? Eu não gosto do clima de festa. Não gosto… Acho que a cegueira que atinge lá, atinge nóis também. Isso é perigoso. Não tá tendo motivo pra comemorar. Tem sei lá, quase 30 milhões de votos pra alcançar aí. Não temos nem expectativa nenhuma para alcançar, para diminuir essa margem.”, disse o cantor, calando a platéia petista.

“Não estou pessimista, sou realista. Eu não consigo acreditar pessoas que me tratavam com tanto carinho, pessoas que me respeitavam, me amavam, que me serviam o café de manhã, que lavava meu carro, que atendia meu filho no hospital, se transformaram em monstros. Eu não posso acreditar nisso. Eu não posso acreditar. Essas pessoas não são tão más assim. Se em algum momento a comunicação do pessoal daqui falhou, vai pagar o preço. Porque a comunicação é alma. Se não tá conseguindo falar a língua do povo, vai perder mesmo, tio. Certo?”, continuou o rapper.

“Falar bem do PT para torcida do PT é fácil. Tem uma multidão, que não tá aqui, que precisa ser conquistada ou a gente vai cair no precipício. Eu tinha jurado pra mim mesmo nunca mais subir em palanque de ninguém. (…) Mas eu estou vendo casais se separando, amigos de 35 anos deixando de se falar. Tenho amigos…”, acrescentou Brown, sendo interrompido pela platéia que tentou puxar um grito pró-Haddad. “Se eu puder falar vai ser bom também, vou parar também, já era e foda-se, certo?”, se revoltou Brown.

Em resposta, parte dos petistas começaram a vaiar a fala, mas o rapper continuou.

“Tenho amigos que eu não tenho mais como olhar no rosto deles por causa de política. Não vim aqui pra ganhar voto porque eu acho que já tá decidido. Agora, se falhou, vai pagar, quem errou vai ter que pagar mesmo”, afirmou o cantor, recebendo ainda mais vaias dos petistas. “Não gosto do clima de festa. O que mata a gente é a cegueira e o fanatismo. Deixou de entender o povão já era. Se nós somos o Partido dos Trabalhadores, o partido do povo, tem que entender o que o povo quer. Se não sabe, volta pra base e vai procurar saber. E as minhas ideia é essa, fechou”, completou.

Confira a fala completa:

Contribua com o trabalho da Agência Caneta: clique aqui

77 comments
  1. Vocês sequer compreenderam a fala do Mano Brown – QUE ESTAVA EM UM ATO DE APOIO À DEMOCRACIA – e a utilizaram como se o artista estivesse hostilizando o partido dos trabalhadores. Ou pior… estão DE NOVO
    MANIPULANDO INFORMAÇÕES! Caraca. Algum eleitor de Jair sabe interpretar textos?

    1. Povo medíocre. É como ele mesmo disse no vídeo, o que mata é a cegueira e o fanatismo! Eleitores do Bolsonaro estão cegos, e não conseguiram nem interpretar esse video, do qual ele NÃO esta detonando o PT.

  2. Não vi isso como “detonou” foi mais uma crítica construtiva. Ele nada mais quis dizer que o Haddad (serve pro Bolsonaro tbm) ta mais procupado em atacar o outro candidato e se defender de acusações do que conquistar o povo brasileiro, de falar com o povo e mostrar o real interece. A final de que lado os políticos estão ? Do povo ou deles mesmo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like