Mal sentou no cargo máximo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – entidade financiada a força por milhões de advogados obrigados a pagar anuidades que chegam a ultrapassar mil reais – e o novo presidente da Ordem, Felipe Santa Cruz, já deseja usar a entidade para perseguir aqueles que o criticaram, incluindo a Caneta.

Segundo a Revista Época, a OAB – leia-se Felipe Santa Cruz – vai entregar à Polícia Federal uma lista com perfis em redes sociais que criticaram o novo presidente da ordem por defender o fim da Lava Jato.

A OAB pretende processar criminalmente os donos dos perfis usando o ex-ministro do STF, Sydney Sanches, como advogado. Além da Caneta, devem ser processados Luciano Hang, dono da Havan, Leandro Ruschel, República de Curitiba, Kendra Chihaya, Evanilce Ribeiro, Mariana Costa, Juca Bala, Claudia Wild, Carmen Lucia, José do Nascimento, Fernanda Moro do Carmo, José Carlos Castro, Lucianne Balmer, Abm Sônia, Maria L. Cab, Victor Paiva, Sérgio Yonamine, e J.B. de Araújo.

Já a Caneta acredita que a PF deveria investigar como o novo presidente da OAB conseguiu contratos de mais de um milhão de reais, sem licitação, com uma estatal.

Contribua com o trabalho da Agência Caneta: clique aqui

61 comments
  1. A maior verdade do Brasil.
    A OAB hoje é uma instituição que mudou completamente o seu rumo. Antigamente a OAB defendia as instituições e as causas dos menos favorecidos e lutava por direitos humanos.
    Agora a OAB não é mais a Ordem dos Advogados do Brasil. O sentido da sigla é outro. OAB- Organização de Apoio ao Bandido.
    O cidadão, as instituições e as leis, estão fora
    de suas metas, responsabilidades e diretrizes.
    Ah! Se falar a verdade é crime, me processa também, já que se acha o todo poderoso acima do bem e do mal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like