Na tentativa de acabar com a CPI da Lava Toga, o senador Flávio Bolsonaro (PSL/RJ) realmente pressionou senadores do partido que assinaram o apoio à CPI.

Selma Arruda (PSL/MT), por exemplo, confirmou que recebeu uma ligação do 01 dizendo que o apoio dela à CPI da Lava Toga prejudicaria ele e o governo. “Vocês querem me foder! Vocês querem foder o governo!”.

“Ele me ligou alterado, dizendo que a gente estava prejudicando. Eu falei: ‘Baixa a bola. Você não está falando com… né? Me respeite’”, contou Selma Arruda à VEJA. “Ele não baixou a bola, e eu desliguei o telefone”, afirmou a senadora.

A guerra pela aprovação da Reforma da Previdência continua. Faça parte: clique aqui

5 comments
  1. Para esse Flávio não precisa nem mais de investigação, por suas atitudes ja está provado que ele é um picareta.

  2. Amigo se vc tá com o rabo preso…aguente as consequências…mas vamos limpar esse país…isso vc pode ter certeza..

  3. Flávio se tornou a ovelha podre da família esse nunca mais apoio Bolsonaro mas ele tem que se afastar dos erros do filho dele se não vai ficar difícil.

  4. Tá certa senadora , mostre a esse traídor que ele está fedendo o governo do pai e prejudicando o partido. Bolsonaro esta indo para o ralo por defender o erro do Flávio. Senadora nos apoiamos as suas decisões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like